Quem sou eu

Minha foto
O grupo Mulheres 4 Estações,nasceu do encontro de ideias de 3 mulheres, ao perceberem em si o quanto é prazeroso e enriquecedor a troca de vivencias, já que tantas vezes nos reconhecemos no pensamento e sentimento alheio. Então veio o desejo de compartilhar essa experiencia com outras mulheres..... e assim como a natureza se reveste das estações para se revelar aos nossos olhos,nós nos revestimos do falar e ouvir, para nos revelar a nós mesmas.........

quarta-feira, 6 de abril de 2016

INTERIORIDADE

Entre !
Fica à vontade, mas não repare na bagunça, o pó e a falta de luz.
É que já tem uns dias que não abro as janelas, arrasto os móveis e arrumo a casa.
Não por falta de tempo, mas me sinto cansado sabe, tudo sempre tão igual.
Limpo, lustro, perfumo e coloco uma música pra tocar, às vezes até danço sozinho na sala.
Mas depois o tempo muda, o vento traz a desordem pela janela aberta, a cor sépia cobre tudo por aqui.
Então me recolho.
É que não sei lidar com as mudanças bruscas de temperatura, com o vento quando sopra forte e com essa falta de cor quer entristece meu olhar.
Por isso, não leve em conta se não te ofereço um café.
Por hoje, se possível, não me peça nada,
não diga nada, pois tampouco desejo repartir contigo minha melancolia.
Mas se puder, senta ao meu lado, segura minhas mãos e por favor, não me julgue.

(Sônia A.)




32 comentários:

  1. Compreender o outro não é tarefa das mais fáceis.
    Aprender a aceitar seu modo de ser, sua sensibilidade exacerbada, e ama-lo acima de tudo.
    Meu exercício diário...
    Sônia.

    ResponderExcluir
  2. Um texto poético encantador, que concluiu com chave de ouro. Há momentos em que só queremos ouvir a voz do coração. Que o vento passe e não se acomode. Estamos em fase de recolhimento.
    Podemos não entender as pessoas, mas as devemos aceitar como são. Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Um texto muito lindo, que reflete a necessidade de interiorização quando os ventos sopram mais fortes e a importância da compreensão alheia nestes momentos. De fato, há momentos em que tudo que precisamos é de um ombro ou de uma mão para segurar a nossa, silenciosamente e sem cobranças ou questionamentos.

    Beijo, Sônia.

    ResponderExcluir
  4. Lindíssimo convite ao aconchego e compreensão! LINDO demais! bjs, chica

    ResponderExcluir
  5. Que belo Sônia!
    É tão simples ter o silêncio e o não-julgar, mas às vezes tão difícil de oferecê-lo.
    Um exercício diário que não pode deixar de ser feito.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  6. Muitas vezes essa apatia, essa vontade de nada fazer, toma conta de nós. Assim como precisamos da compreensão do nosso próximo, o outro também necessita de nossa discrição. Isso chama-se respeito e...amor.
    Muito bom, Sonia!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Bom dia, Sônia,
    Você descreveu meu momento atual.
    Sábias palavras.
    abraço.
    Mari

    ResponderExcluir
  8. Olá Sónia, as vezes, quase sempre no Outono tenho esta melancólia e este desejo de recolher -me.É tão nobre este sentimento de compreender o outro e ainda ama-lo .Feliz Sexta, beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Olá Sónia, as vezes, quase sempre no Outono tenho esta melancólia e este desejo de recolher -me.É tão nobre este sentimento de compreender o outro e ainda ama-lo .Feliz Sexta, beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Amiga, adorei o seu texto e revi-me nele.
    Beijo

    ResponderExcluir
  11. Existem dias em que há um cansaço
    diante das tarefas repetidas do
    cotidiano (a casa de fora), mas
    a nossa casa de dentro (interior)
    precisa muito menos e o mais sublime,
    o nosso olhar, o nosso silêncio
    e nossas mãos de solidariedade!...

    Belo e reflexivo texto, Sônia!
    Abraço de paz...

    ResponderExcluir
  12. Olá, Sônia.
    Tão difícil entender o outro, ouvir o seu silêncio.
    Bonito texto.
    bj amg

    ResponderExcluir
  13. Boa noite Sonia.
    Que lindo e sentido texto. Lidar com os nossos sentimentos e ainda procurar entender os dois outros, não é uma tarefa fácil. Muitas vezes o apoio silencioso vale mais do que mil palavras. Que Deus esteja com vocês, trazendo sempre a felicidade. Um abençoado final de semana. Enorme abraço.

    ResponderExcluir
  14. Texto que gostei de refletir...
    Conviver consigo e c o próximo é um desafio gratificante... Haja paciência, perseverança e firmeza! O nosso interior precisa de compreensão e cativo diários, realmente.

    Bom fim de semana. Muita paz!

    ResponderExcluir
  15. É o que precisamos muitas vezes, em muitas situações da vida: compreensão.

    Lindo poema, Sônia!
    http://pontosdefe.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. que texto tao lindo, gostei bastante de conhecer este blog :)

    ResponderExcluir
  17. Uma coisa que se aprende muito no silêncio é ouvir... mas o silêncio tbm é um aprendizado constante.
    Mas os dedos do mundo; andam muito apontados ultimamente...
    Belo.
    Boa semana.

    ResponderExcluir
  18. Uma coisa que se aprende muito no silêncio é ouvir... mas o silêncio tbm é um aprendizado constante.
    Mas os dedos do mundo; andam muito apontados ultimamente...
    Belo.
    Boa semana.

    ResponderExcluir
  19. Uma coisa que se aprende muito no silêncio é ouvir... mas o silêncio tbm é um aprendizado constante.
    Mas os dedos do mundo; andam muito apontados ultimamente...
    Belo.
    Boa semana.

    ResponderExcluir
  20. Sonia , seu texto é belíssimo . Saber segurar a mão do outro sem perguntas e julgamentos é benção para quem faz e para quem recebe . Beijos e boa semana .

    ResponderExcluir
  21. Oi amiga,
    desculpe pela ausência, ando sem tempo para o blog, mas aos poucos venho retribuir o carinho! ♥
    Lhe desejo uma excelente semana, beijos e fique com Deus!!

    ResponderExcluir
  22. Melancolia de Outono? Por aqui, a Primavera já começou, mas pelo tempo cinzento e o vento frio nem parece.
    Dar a mão sem julgar o outro é tão difícil e cada vez menos pessoas o fazem. Mas é uma das maiores formas de humanidade que se pode oferecer ao outro: dar apoio sem pedir nada em troca.
    Beijinhos e uma boa semana :)

    ResponderExcluir
  23. Às vezes ficamos cercadas de nós mesmas e a melancolia toma o seu lugar na "interioridade" que nos cabe...
    Um belíssimo texto, Sónia.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  24. Por vezes a melancolia nos acolhe e tudo o que precisamos é dessa interioridade silenciosa pois este sentimento atordoa e não nos cabe no coração
    Texto maravilhoso Sônia
    Uma semana iluminada
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. venho te convidar para conhecer meu cantinho e me seguir se desejar ... bjus com carinho

    ResponderExcluir
  26. ola meu anjo obrigado pelo seu carinho la em meu cantinho ...bjinhos com amor

    ResponderExcluir
  27. ola meu anjo obrigado pelo seu carinho la em meu cantinho ...bjinhos com amor

    ResponderExcluir
  28. Parar é necessário, não fazer nada, desacelerar, ser a sua melhor companhia. Compreender, não julgar, saber respeitar estes momentos na vida é amar a si próprio, como aos outros. Um execício diário!

    ResponderExcluir
  29. Quanta sinceridade neste texto ! Muito eu as vezes ....

    ResponderExcluir
  30. Tão lindo...tão melancólico!Lembrei-me de mim.
    Abraços,muitas alegrias!

    ResponderExcluir