Quem sou eu

Minha foto
O grupo Mulheres 4 Estações,nasceu do encontro de ideias de 3 mulheres, ao perceberem em si o quanto é prazeroso e enriquecedor a troca de vivencias, já que tantas vezes nos reconhecemos no pensamento e sentimento alheio. Então veio o desejo de compartilhar essa experiencia com outras mulheres..... e assim como a natureza se reveste das estações para se revelar aos nossos olhos,nós nos revestimos do falar e ouvir, para nos revelar a nós mesmas.........

terça-feira, 4 de abril de 2017

PARA MINHA MÃE

Mãe! 
Se ainda estivesse entre nós, hoje seria seu aniversário. Mais de vinte anos que você se foi e quanta saudade deixou. 
Hoje, pensando em você, me questionei se poderia ter te amado mais. 
Nunca perguntei se era feliz com a vida que tinha, qual sua música preferida, nem te contei sobre meus sonhos.
Também nunca te falei de como eram deliciosos os doces que fazia, a macarronada de domingo, os passeios ao  zoológico.
Sempre fomos tão próximas e ao mesmo tempo tão distantes, você nunca foi de falar sobre si, eu, segui o mesmo caminho e tão pouco falei de mim. 
De repente, soube que estava doente, evoluiu tudo tão rápido. 
Lembro um dia de  perguntar se estava com medo da morte, você disse que não, mas que iria sentir muitas saudades dos filhos e netos.

Foi tanto amor e aceitação que vi nos seus olhos que pela primeira vez eu disse em palavras, te amo.
Quando você partiu, ficou um buraco tão grande em mim que minha mente apagou muitas lembranças. 
Eu tentava recordar momentos, conversas  e não conseguia, foi preciso um longo tempo para voltarem a habitar minha memória.
Eu me perguntava:  porque não  falei mais vezes que te amava? 
A verdade é que havia um certo constrangimento em falar sobre isso. 
Você também nunca nos falou de amor,  mas eu sempre me senti amada, acarinhada e sei que meus irmãos sentiam o mesmo. 
Enquanto te escrevo, recordo uma poesia de Adélia Prado "...aquele dia de noite, o pai fazendo serão, ela falou comigo: 
"Coitado, até essa hora no serviço pesado."
Arrumou pão e café , deixou tacho no fogo com água quente.
Não me falou em amor.
Essa palavra de luxo."
Assim, era você mãe, embora não o dissesse, se vestia de amor todos os dias e tão feliz nos fazia. 
Gratidão e amor eterno. 

(Sônia A.)

                                   (imagem do google)

sábado, 1 de abril de 2017

ENCONTRO

Ontem, tivemos nosso primeiro encontro do ano.
Cada uma de nós escreveu num papelzinho, uma palavra que tinha relação com seu momento atual.
Elas foram embaralhadas e distribuídas novamente de forma aleatória.
Esperança, renovação, amor, dor, ansiedade, projetos, coragem. Foram as palavras que deram inicio à nossa roda de conversas.
Foi muito bom ouvir da outra o significado que tinha pra ela , aquilo que escrevemos. 
Foi uma forma de ver, determinado assunto, sob um prisma diferente.
Muitas vezes, através do olhar, da experiencia e vivencia do outro, conseguimos perceber algo que para nós não estava claro. Nos reconhecemos e nos encontramos no olhar do outro. 
Foi um momento de acolhimento entre todas nós.
Finalizamos com uma roda de energia e visualização, exercício que nos proporcionou uma sensação de bem estar físico e mental.
Após, pudemos desfrutar de um saboroso lanche e um bate papo bem descontraído.
               
(foto:arquivo pessoal)

"Há gente que,
 em vez de destruir, 
 constrói;
 em lugar de invejar, 
 presenteia;
 em vez de envenenar,
 embeleza;
 em lugar de dilacerar, 
reúne e agrega."
(Lya Luft)